Sobre a Racco

A Racco

Fundada em 1987 em Curitiba–PR, a Racco é uma das maiores marcas de beleza e bem estar do Brasil. O amor pelas pessoas aliado à satisfação de produtos de qualidade deu origem a esta companhia que cresce em todos os continentes.

Presente no Brasil e em países da América do Sul, América do Norte, Europa e África, a Racco Cosméticos é hoje referência no mercado nacional e internacional em termos de qualidade, inovação, criatividade e respeito com a sua força de vendas.

Com um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento que acompanha as últimas tendências do mercado cosmético mundial, a beleza que a Racco traz é através de descobertas inovadoras, ingredientes Premium, alto grau de exigência e comprometimento com qualidade, segurança e benefícios dos produtos.

Hoje, a Racco é uma das marcas que mais inova em aplicações, formulações e embalagens. Com mais de 28 anos de existência, a Racco conta com instalações modernas, onde são industrializados produtos de beleza e bem-estar, respeitando a diversidade e a sociedade.

Responsabilidade Social

Para a Racco, de nada serve crescer economicamente sem conservar e respeitar o que existe de mais fundamental para o sucesso: o ser humano e o meio ambiente. Somente seguindo essa filosofia é que podemos nos assegurar e promover a qualidade de vida para as nossas próximas gerações e a continuidade do nosso negócio. Consciente da importância e do efeito de suas ações, a Racco é comprometida com a gestão ambiental, como:

  • Metas compatíveis com os padrões mundiais de sustentabilidade empresarial
  • Respeito à diversidade
  • Ações e projetos que propiciam e engrandecem a sociedade
  • Respeito e comprometimento ao consumidor
  • Tratamento de 100% dos efluentes industriais
  • Selo Carbono Zero (neutralização de carbono para compensar os danos ao meio ambiente causados por seus impressos)
  • Coleta seletiva
  • Reciclagem de grande parte dos resíduos renováveis à produção e à sustentabilidade
  • Contribuição e manutenção de projetos ambientais
  • Testes apenas com voluntários e não com animais
  • Gerenciamento de impacto ambiental de sua cadeia de suprimento
  • Controle de fornecedores ecologicamente corretos
  • Controle de matérias-primas sustentáveis